No Ar - Cida Samba

A Seguir - 15:00 Cabeça de Nego


--- Após quatro horas, Tsitsipas vira para cima de Nadal e avança à semi do Australian Open ---

por Cidadã FM

em 17 de fevereiro de 2021


Uma virada épica. Assim pode ser resumida a partida desta quarta-feira entre o espanhol Rafael Nadal, segundo cabeça de chave, e o grego Stefanos Tsitsipas, quinto na lista dos favoritos ao título do Australian Open, o primeiro Grand Slam do ano. O placar foi de 3 a 2 para o grego, com parciais de 3/6, 2/6, 7/6, 6/4 e 7/5, após mais de quatro horas de partida. Agora, na sexta-feira, vai jogar contra o russo Daniil Medvedev, que mais cedo derrotou o compatriota Andrey Rublev por 3 a 0, parciais de 7/5, 6/3 e 6/2.

É apenas a terceira vez em 247 partidas de cinco sets que Rafael Nadal saiu ganhando por 2 a 0 e sofreu a virada. As outras tinham sido contra Roger Federer na final de Miami em 2005 e Fabio Fognini, no US Open de 2015. Outro feito importante: Nadal tinha vencido 60 das 61 partidas de Australian Open no qual havia triunfado no primeiro set.

O grego Tsitsipas, que se mantém entre os melhores do mundo já há alguns anos, jamais foi finalista de um Grand Slam. Seu melhor desempenho foram as semifinais do próprio Australian Open, em 2019, e de Roland Garros em 2020. Ele é, atualmente, o sexto colocado do ranking mundial, e chegou a ser quinto em 2019, a melhor posição de sua carreira.

Stefanos Tsitsipas contra Nadal no Australian Open — Foto:  Cameron Spencer /Getty Images

Stefanos Tsitsipas contra Nadal no Australian Open — Foto: Cameron Spencer /Getty Images

O começo do jogo parecia tranquilo para Nadal, que venceu os dois primeiros sets sem nenhuma dificuldade, mostrando consistência, errando pouco e sem dar chance nenhuma de quebra de saque para o rival. No terceiro set, a partida se equilibrou, sendo decidida no detalhe do tie-break e, na quarta parcial, foi a vez do grego dominar. Aí veio o quinto set, novamente igual, definido em uma quebra.

O Australian Open é o Grand Slam que Nadal tem o pior aproveitamento, tendo vencido apenas uma vez, em 2009. Ele tem 13 títulos de Roland Garros, dois de Wimbledon e quatro do Us Open. Na Austrália, Rafael chegou outras seis vezes em semifinais, tendo avançado a quatro decisões. Ele foi campeão em 2009, e vice em 2012, 2014, 2017 e 2019.

No primeiro set, os jogadores começaram sacando muito bem e confirmando, sem dificuldades, os serviços. Porém, no oitavo game, Nadal ganhou mais confiança na partida, tanto nas devoluções, quanto nos backhands e quebrou o serviço de Tsitsipas. No game seguinte, o grego deu trabalho, mas o espanhol esteve seguro para fechar a parcial em 6/3, em 40 minutos de jogo.

Rafael Nadal nas quartas de final do Australian Open — Foto: Cameron Spencer /Getty Images

Rafael Nadal nas quartas de final do Australian Open — Foto: Cameron Spencer /Getty Images

A perda do primeiro set abalou o jogo de Tsitsipas que, logo de cara, teve o serviço quebrado por Nadal e viu o espanhol abrir 2 a 0. No quinto game, Nadal mostrou todo o seu repertório. Não deixou o grego confirmar o serviço quando pode e, na primeira oportunidade, quebrou o saque de Tsitsipas, abrindo 4 a 1 de vantagem. Depois, fechou em 6/2.

Stefanos Tsitsipas contra Nadal no Australian Open — Foto:  Cameron Spencer /Getty Images

Stefanos Tsitsipas contra Nadal no Australian Open — Foto: Cameron Spencer /Getty Images

A terceira parcial foi sem grandes emoções. Os dois tenistas confirmaram seus saques sem ceder nenhuma chance ao adversário, e a disputa foi para o tie-break. Ali, o detalhe fez toda diferença, com o grego ganhando dois pontos no saque do rival e fechando 7-4.

Rafael Nadal jogando as quartas do Australian Open — Foto: Cameron Spencer /Getty Images

Rafael Nadal jogando as quartas do Australian Open — Foto: Cameron Spencer /Getty Images

O cenário do quarto set foi totalmente diferente. O grego pressionou todos os games de saque de Nadal. Teve cinco chances de quebra, além de em outras oportunidades chegou a ter 0-30 no placar, até finalmente concretizar, fazendo 5/4. Depois, fechou em 6/4.

O quinto set teve o enredo do terceiro. Os dois tenistas confirmando seus saques, sem muitos perrengues. Em um dos games, o grego fechou com quatro aces, em menos de um minuto. No 5/5, o grego finalmente conseguiu quebrar o saque de Nadal. Na hora de fechar o jogo, após muita dificuldade e com Nadal pressionando, conseguiu matar o jogo: 7/5.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/tenis/noticia/apos-quatro-horas-tsitsipas-vira-para-cima-de-nadal-e-avanca-a-semi-do-australian-open.ghtml

Publicidade