Cidade Solidária atinge marca de 4 milhões de cestas básicas distribuídas e recebe doação de 126 cartórios que atuam na capital

Anúncio foi feito pelo prefeito Ricardo Nunes durante agenda nesta manhã. São Paulo recebeu uma doação de mil cestas nesta quarta-feira (26)

27 de maio de 2021

O programa Cidade Solidária da Prefeitura de São Paulo ultrapassou nesta quarta-feira (26/05) a marca de 4 milhões de cestas básicas distribuídas para a população vulnerável da cidade desde o início da pandemia. Com o agravamento da situação pandêmica e o aprofundamento da crise social em março, o então prefeito Bruno Covas, determinou a intensificação das ações humanitárias de combate à fome na cidade, medida que permitiu que o principal programa de garantia de segurança alimentar da cidade chegasse, em menos de cinco meses, a um volume de distribuição de cestas básicas muito próximo do total entregue em todo o ano de 2020.

Em 2021, já foram entregues 1.972.213 cestas de alimentos às famílias em situação vulnerável. Em 2020, de abril até 31 de dezembro, o total foi de 2.149.655 cestas. Cerca de 90% de todas as cestas do programa foi adquirido com recursos da prefeitura, mas a população também pode ajudar doando cestas básicas, alimentos não perecíveis e itens de higiene nos 123 postos de coleta que ficam em supermercados, nos equipamentos de Direitos Humanos presentes em todas as regiões da cidade, ou no Galpão da Cruz Vermelha Brasileira.

O anúncio da marca foi feito pelo prefeito Ricardo Nunes na manhã desta quarta-feira (26), durante agenda para recebimento de uma doação de 1 mil cestas básicas feita por 126 cartórios registrados na cidade.

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, a capital também está distribuindo 80 mil marmitas por dia como parte das ações da gestão Bruno Covas. “É o maior programa de segurança alimentar já visto atendendo a população mais vulnerável. Também já foram entregues 1,1 milhão de kits de higiene num processo bastante célere e com bastante critério”, disse.

Doação de mil cestas

Preocupados com a situação difícil das famílias durante a pandemia de covid-19, os 126 cartórios atuantes na cidade de São Paulo decidiram se reunir para apoiar ações de amparo à população da cidade, por meio da doação de mil cestas básicas.

Segundo o diretor da Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo – ANOREG-SP, José Carlos Alves, a colaboração foi prontamente atendida após um pedido do então vice-prefeito, Ricardo Nunes. “Estamos passando por um momento difícil, principalmente para os mais necessitados que foram atingidos duplamente, tanto na saúde como na fome. Não poderíamos, de forma alguma, deixar de atender o pedido do então vice-prefeito e hoje prefeito, Ricardo Nunes, de colaborar com o programa Cidade Solidária”, explicou.

Cidade Solidária

A Prefeitura de São Paulo lançou o programa Cidade Solidária com a finalidade de empreender ações coordenadas entre o poder público municipal, sociedade civil organizada e iniciativa privada para ajuda humanitária, buscando garantir a segurança alimentar e a saúde básica das populações mais vulneráveis durante a pandemia.

“O Cidade Solidária nasceu da soma de esforços para prover ajuda humanitária às pessoas mais atingidas pela crise causada pela pandemia do coronavírus”, diz a secretária de Direitos Humanos e Cidadania, pasta que atualmente coordena o projeto, Claudia Carletto.

Desde 2020, o programa Cidade Solidária cadastrou 3,4 mil entidades sociais que realizam a distribuição das cestas básicas. Somente este ano foram 2 mil organizações cadastradas, número 42% superior ao total de solicitações de todo o ano anterior. Todos os dias, cerca de 30 caminhões circulam por todas as regiões da cidade distribuindo as cestas básicas e kits de higiene e limpeza do projeto para as entidades, que por sua vez fazem chegar estes alimentos nas mãos de quem mais precisa.

Como doar

Nos pontos de coleta disponíveis nos supermercados a população pode depositar alimentos não perecíveis e itens de higiene e limpeza, que irão compor as cestas básicas e kits entregues às famílias mais impactadas pelos reflexos econômicos da pandemia. As empresas e cidadãos também podem fazer doações para o programa Cidade Solidária por meio do PIX utilizando a chave: contato@spcidadesolidaria.org

Os equipamentos da SMDHC, assim como o galpão da Cruz Vermelha Brasileira São Paulo, também recebem doações para o programa. Veja aqui a lista completa de endereços e formas de doar, assim como uma relação dos itens que compõem as cestas básicas e kits de higiene e limpeza.

Acesse os sites sampamaissolidaria.prefeitura.sp.gov.br www.spcidadesolidaria.org/ e saiba mais sobre as ações da Prefeitura de São Paulo.

Fonte: Prefeitura de São Paulo