Maio Roxo - Pela Conscientização sobre Doenças Inflamatórias Intestinais

Prefeitura antecipa feriados para estimular isolamento social, conter pandemia e evitar colapso dos sistemas públicos e privados em SP

O prefeito Bruno Covas anunciou nesta quinta-feira (18) várias medidas para conter a escada da pandemia na cidade e evitar o colapso das redes pública e privada de saúde. Cinco feriados municipais – dois deste ano e três de 2022 – serão antecipados a partir de sexta-feira (26/03) e serão encerrados no domingo (04/04), incluindo a sexta-feira Santa e a Páscoa. No total, serão 10 dias consecutivos.Além disso, Covas determinou a alteração do rodízio de carros para intensificar o toque de recolher, abertura de 640 novos leitos para atendimento da Covid-19, liberação da Renda Básica Emergencial a partir da próxima semana e a intensificação do programa de distribuição de refeições para pessoas em situação de rua.

“Não há ação isolada do poder público que tenha o efeito desejado sem a participação da população. Isso serve para a antecipação de feriado, lockdown ou qualquer medida feita pela Prefeitura ou Governo do Estado. Mais importante do que qualquer medida é a conscientização da população. Não dá mais para termos um jovem de 22 anos – que em 48 horas – vem a óbito porque não consegue ser atendido em um leito de UTI aqui na cidade de São Paulo. Esta é uma responsabilidade compartilhada”, disse o prefeito.

A antecipação dos feriados segue como aconteceu em 2020, quando grande parte da população permaneceu em casa, ajudando a conter a pandemia, forçando a cidade a parar, pois quanto mais pessoas circulam, maior é a possibilidade de serem infectadas ao mesmo tempo, provocando a sobrecarga em todo o sistema de saúde, seja ele público ou particular.

“A cidade que nunca parou, a cidade que trabalha, a cidade que é a soma do esforço de vários migrantes e imigrantes que para cá vieram em busca de trabalho, precisa parar”, afirmou Covas. “Precisa parar para que a gente não tenha mais casos como esses de pessoas que não conseguem ser atendidas e vêm a óbito por falta de atendimento. A vacina está chegando e esse esforço extra é necessário para que a gente possa avançar nesse momento tão difícil”, ressaltou.

Os feriados que serão antecipados são:

Apoio da população

O secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, e a vice-presidente da Câmara, vereadora Ruth Costa, destacaram a importância do apoio e do engajamento das pessoas ao isolamento social. “Hoje, mais do que nunca, precisamos do apoio da população. Não é o momento de ficarmos cansados e jogarmos a toalha, muito pelo contrário”, destacou Gorinchteyn.

“É o momento que se isso acontecer, todo o isolamento, todo o trabalho que tivemos em um ano irá por terra abaixo, porque as pessoas vão continuar morrendo e sendo enterradas”, completou. Ruth Costa também fez um apelo, sobretudo para as mulheres.”Destaquei as mulheres porque elas ficam em casa com os filhos, na escola, mas vamos aguentar esse momento de crise protegendo a vida”, afirmou a vice presidente da Câmara Municipal.

Fonte: SECOM Prefeitura de São Paulo