Prefeitura de Osasco disponibiliza ficha online para agilizar vacinação contra covid

Documento deve ser preenchido por pessoas com comorbidades e deficientes permanentes com BPC para vacinação no drive-thru

Por Gazeta de Osasco
Em 28/maio/2021


Para agilizar o atendimento dos munícipes com comorbidades e pessoas com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada (BPC) que preferirem se vacinar contra a covid-19 exclusivamente no drive-thru, a Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, disponibiliza um formulário online (modelo de relatório médico padrão) no site http://saude.osasco.sp.gov.br/ para ser baixado, impresso e preenchido com antecedência, antes de sair de casa para se vacinar. O drive-thru acontece no estacionamento da Prefeitura (entrada pela Rua Narciso Sturlini).

A ficha de registro apresenta um campo de preenchimento com dados pessoais e outro com os tipos de comorbidades que deve ser marcado com um “x” na comorbidade apresentada. Esse documento deverá ser entregue preenchido ao enfermeiro no momento de aplicação do imunizante para averiguação, juntamente com o documento com foto e a receita, laudo ou prescrição médica comprovando a comorbidade.

Pessoas com hipertensão arterial (HAR e Hipertensão estágio 3) devem fazer uso de 3 ou mais medicamentos e comprovar com receitas no momento da vacinação.

 Segundo o Departamento de Vigilância Epidemiológica de Osasco, a ideia é facilitar a vida do osasquense com mais esse serviço durante o atendimento no drive-thru.

Confira abaixo quais são as COMORBIDADES para pessoas com 40 ANOS+ atendidas exclusivamente no drive-thru da Prefeitura, de acordo com o Plano Nacional de Imunização:

  • Síndrome de Down – 18 a 59 anos
  • Pacientes em Terapia Renal Substitutiva e Transplantados – 18 a 59 anos
  • Diabetes mellitus – receita médica
  • Pneumopatias crônicas graves (doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave com uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática)
  • Hipertensão arterial (HAR, Hipertensão estágio 3) – receita com uso de 3 medicamentos
  • Hipertensão estágios 1 e 2 (com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade)
  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale ou hipertensão pulmonar (Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária e secundária)
  • Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvos)
  • Síndromes coronarianas (angina pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós infarto do miocárdio, e outras)
  • Valvopatias (lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento do miocárdio – estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras)
  • Miocardiopatias e pericardiopatias (miocardiopatia de qualquer etiologia ou fenótipos; pericardite crônica e cardiopatia reumática)
  • Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas (aneurisma, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos)
  • Arritmias cardíacas (arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada – fibrilação e flutter atriais e outras)
  • Cardiopatias congênitas no adulto (cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico)
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados (portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas e dispositivos cardíacos implantados como marca-passos, cardio-desfribiladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência)
  • Doenças neurológicas crônicas (acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque hisquêmico; demência vascular; doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória; indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, e deficiência neurológica grave)
  • Doença renal crônica (doença renal crônica estágio 3 ou mais; taxa de filtração glomerular <60 ml/min/1,73 m² e/ou síndrome nefrótica)
  • Imunocomprometidos (indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente >10 mg/dia; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas)
  • Hemoglobinapatias graves (doença falciforme e talassemia maior)
  • Obesidade mórbida (índice de massa corpórea IMC >40)
  • Cirrose hepática (child-pugh A, B ou C)

Fonte: Prefeitura de Osasco