O que são e como se fazem os abdominais hipopressivos?


É preciso lembrar que ter um abdômen forte é um benefício que vai muito além da estética. Este grupo muscular desempenha um papel fundamental durante a corrida, ajudando-nos a estabilizar o nosso corpo e assim manter uma postura ideal que nos permite mover melhor.

No que diz respeito ao fortalecimento do abdômen, temos um grande número de exercícios, alguns mais populares e outros com menos difusão, mas não são menos eficazes para isso.

Um exemplo deste último caso são os abdominais hipopressivos, que mais do que “encolher a barriga” para ter um abdômen plano, nos proporcionam um grande número de benefícios, entre os quais podemos citar a capacidade de tonificar o lumbo. – cintura abdominal e o assoalho pélvico, promovem o retorno e a circulação venosa, melhoram a respiração, previnem lesões, facilitam o descongestionamento visceral e previnem hérnias. Ou seja, esse tipo de trabalho nos permite manter nossa saúde em ordem, além de ajudar você a melhorar o desempenho na corrida.

São um exercício excelente e fácil de realizar, embora sim: você terá que controlar o ritmo para que funcione. Uma boa maneira de fazer isso é expirar e cobrir o nariz (como fazer uma “pinça” com os dedos), fechando a boca para evitar respirar. Feito isso, tente abrir suas costelas, como se quisesse inspirar, algo que você não poderá fazer porque não há lugar para o ar entrar. Você notará que quanto mais força usar para tentar inalar o ar, mais seu abdômen se contrairá.

Uma vez alcançado, pratique sem beliscar o nariz. Coloque em prática e complemente com exercícios abdominais tradicionais, como flexões e “pranchas”. Os resultados serão visíveis ao longo das semanas.

Fonte:

https://www.espn.com.ar/espn-run/nota/_/id/8365830/que-son-y-como-se-hacen-los-abdominales-hipopresivos-espn-run