Junho Violeta - Contra a violência ao idoso

Ideias #EmCasaComSesc programação 9 a 13 mar

por Painel Cultural
em 07/mar/2021

A série Ideias, promovida pelo Sesc São Paulo por intermédio de seu Centro de Pesquisa e Formação (CPF), traz a transmissão ao vivo de debates sobre as principais questões que tensionam a agenda sociocultural e educativa atual, com o objetivo de incentivar a reflexão no contexto desafiador em que nos encontramos. Sempre às 16h, as conferências acontecem pelo canal do YouTube do Sesc São Paulo, com participação do público e tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Entre os dias 09 e 13 de março, a série trata de assuntos diversos, como A Geração “Nem (Trabalha) Nem (Estuda)”, na terça (09/03); Território e Linguagem: Nossas Trajetórias Sustentam Nossos Discursos, na quinta (11/03) e, encerrando a programação da semana, no sábado (13/03), Mulheres Na Música: Entre Sons e Silenciamentos. Para mais informações sobre as mesas e seus participantes, consulte a programação abaixo.

PROGRAMAÇÃO IDEIAS #EMCASACOMSESC

09 de março, terça-feira

A Geração “Nem (Trabalha) Nem (Estuda)”

A mesa debate a emergência de uma geração de jovens que nem trabalha nem estuda e seus cortes raciais e sociais; as perspectivas e falta de perspectivas no mercado de trabalho formal e informal para esses jovens; as políticas de inclusão em universidades públicas e privadas; as razões da evasão escolar; a relação da geração “nem nem” com a geração canguru, que mora na casa dos pais até idades mais avançadas e a repercussão da ausência de trabalho e de estudo na autoestima dos jovens e na criminalização da juventude. A programação faz parte do programa Juventudes em Foco (ação do Sesc voltada ao público jovem).

Participantes:

Mariléia Maria da Silva – professora no Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UDESC). Coordenadora do grupo de pesquisa Lutas Sociais, Trabalho e Educação (LUTE).

Debora Dias – covereadora pela mandata coletiva Quilombo Periférico, estudante de Ciências Sociais da UNIFESP, educadora popular e articuladora da UNEafro Brasil no Núcleo Ilda Martins (Fazenda da Juta-ZL) e no Projeto Agente Popular de Saúde.

Mediação e apresentação:

Danilo Cymrot, doutor em Criminologia pela Faculdade de Direito da USP. Pesquisador do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo.

11 de março, quinta-feira

Território e Linguagem: Nossas Trajetórias Sustentam Nossos Discursos

Como afirma Paulo Freire, “a cabeça pensa onde os pés pisam”. Historicamente alijadas da vida institucional e social do país, comunidades indígenas e afrodiaspóricas acabaram firmando uma espécie de aliança cosmológica ao longo do tempo, como teorizou Nêgo Bispo. O debate traz a voz daqueles que resistem há décadas contra a perseguição de seus territórios, línguas e identidades, lembrando que é imprescindível para ampliar os sentidos das lutas por direitos do tempo presente.

Participantes:

Renato Noguera – professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Pesquisador do Laboratório de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Leafro).

Nêgo Bispo – morador do Quilombo do Saco-Curtume, no Piauí, é poeta, escritor e professor.

Preta Rara – formada em história. Autora de diversos projetos ligados aos movimentos negros e feminista, entre eles o projeto #EuEmpregadaDoméstica.

Mediação e apresentação:

Fabiano Maranhão – mestre em educação pela UFSCar, membro no NEAB-Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da UFSCar e assistente técnico da Gerência de Estudo e Programas Sociais do Sesc São Paulo.

13 de março, sábado

Mulheres na Música: Entre Sons e Silenciamentos

A profissionalização das mulheres na música é um fato historicamente recente. Tradicionalmente, as práticas musicais envolvendo mulheres se restringiam ao âmbito doméstico e eram consideradas um adorno da educação. Evidente que sempre houve exceções, sobretudo depois da década de 1920. Porém, se as mulheres nunca pararam de compor, tocar, cantar e lecionar, grande parte desta produção se perdeu ou foi extinta. Ocorre que as práticas de silenciamento e apagamento da produção musical feminina não ficaram no passado. Entrar no mercado de trabalho e exercer a profissão para as mulheres na música ainda é um desafio constante, seja no âmbito da música popular ou de concerto. O debate visa discutir estratégias para a criação de novos espaços e novas formas de organização para difusão e circulação da produção musical feminina.

Participantes:

Badi Assad – violonista. Lançou 20 CDs, entre eles, “Rhythms” (1996), premiado como melhor disco do ano pela revista Guitar Player (US) e “Wonderland” (2006), considerado pela BBC de Londres um dos 100 melhores álbuns do ano. Foi eleita uma das melhores violonistas do planeta pela revista Acoustic Guitar. Trabalhou com artistas como Bobby McFerrin, Yo-Yo-Ma, Naná Vasconcelos e Toquinho. Em 2020 lançou o CD “Around the World”, baseado no repertório de show homônimo.

Nanny Soul – uma das integrantes do Divazz, trio das vocalistas da banda Altas Horas. Com bandas, fez a abertura dos shows dos Rolling Stones no Maracanã (RJ) e Beira Rio (POA); da banda Black Sabbath no Morumbi (SP), Lolapalloza 2017 e Rock in Rio 2017 e, em 2019, se apresentou novamente no Rock in Rio (Palco Itaú). Nos palcos fez parte do musical “Léo e Bia”, de Osvaldo Montenegro, além de peças de teatro com Satyros e Teatro Oficina, com Zé Celso.

Carô Murgel – doutora em História Cultural pela Unicamp, onde fez sua formação até o pós-doutorado, em que desenvolveu o projeto Cartografias da Canção Feminina: Compositoras Brasileiras no Século XX, com apoio da FAPESP (https://www.compositoras.mpbnet.com.br/). Dedica-se à pesquisa e divulgação da canção popular brasileira. É pesquisadora colaboradora junto ao Departamento de História do IFCH/Unicamp.

Mediação e apresentação:

Flavia Prando – doutoranda e mestre em música pela ECA/USP, violonistas e pesquisadora em Ciências Sociais e Humanas do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc SP.

Informações


Data: 09/03/2021 até 13/03/2021
Hora: 16:00
- youtube.com/sescsp