Tóquio 2020 2021

Tóquio 2020 / Esportes Paralímpicos / Esgrima em C. de Rodas

Esgrima em C. de Rodas


A esgrima para cadeiras de rodas é uma batalha veloz de táticas e técnicas. Os atletas competem em cadeiras de rodas que são fixadas em uma estrutura presa ao chão. Isso lhes dá liberdade de movimento na parte superior do corpo, enquanto os mantém seguros em suas cadeiras.

A esgrima ocorre em uma pista de 4m x 1,5m. Os preparativos para cada partida começam com a fixação das cadeiras de rodas em um ângulo de 110 graus em relação à linha central nos quadros da pista. A distância entre os dois esgrimistas é determinada pelo atleta com menor alcance do braço, que decide se a distância entre os competidores será no comprimento do alcance do adversário ou do seu próprio.

Os esgrimistas para cadeiras de rodas usam equipamentos de proteção, incluindo máscaras, jaquetas, calças e luvas.

Eles também usam o mesmo sistema de pontuação eletrônico da Esgrima Olímpica.

As regras são baseadas nas da Federação Internacional de Esgrima (FIE), com alterações adequadas às necessidades dos esgrimistas de cadeiras de rodas. Os atletas são divididos em duas categorias (A e B), dependendo de sua capacidade funcional.

Eles competem em três disciplinas:

  • Espada: a arma mais pesada e uma verdadeira espada de duelo, todo o corpo acima dos quadris é um alvo.
  • Florete: uma arma leve derivada da espada da corte, a área alvo em ataques de florete é o tronco do oponente.
  • Sabre: no sabre, que é derivado da espada de cavalaria, os esgrimistas geralmente acertam golpes com a ponta da arma em uma área alvo em qualquer lugar acima dos quadris.

O programa Tóquio 2020 incluirá eventos individuais masculinos e femininos em todas as três disciplinas, bem como eventos de equipe para espada e florete.

A elegibilidade para participar dos Jogos Paralímpicos é baseada em classificações, com detalhes sujeitos a revisão a cada Jogos. A elegibilidade para competir em Tóquio 2020 será determinada no final de maio de 2020 na reunião da Federação Internacional de Esportes para Cadeiras de Rodas e Amputados.

Os atletas podem aumentar sua classificação competindo em eventos da Copa do Mundo, vários dos quais são realizados todos os anos, e em Campeonatos Regionais e Mundiais.

Fonte: https://tokyo2020.org/en/paralympics/sports/wheelchair-fencing/