Em Veneza, final da maratona acontece em uma verdadeira “piscina”.

Postado por Viva Melhor em 30/out/2018


A vitória na disputa feminina foi da queniana Angela Tanui, com 2h31m 29 e no masculino foi de seu compatriota  Ayenew Gebre, com 2h13m22, mas não foi pelos resultados que a Maratona de Veneza 2018 virou notícia no mundo inteiro.

Se em 2017 a organização falhou ao permitir um erro de percurso, neste ano, as condições climáticas produziram cenas só imaginas em filmes.

A prova foi percorrida sob forte chuva e nos quilômetros finais os atletas literalmente correram com “água pelas canelas”.

É importante ressaltar que a organização alterou o percurso final da prova pelo risco que existia de subida das águas na Praça de São Marcos devido á maré alta que ocorre no Mar do Norte Adriático.