Equipe de esgrima dos EUA usou máscara rosa em protesto contra colega



Por Mulher Cidadã em 31 de julho de 2021


Três esgrimistas norte-americanos usaram máscaras rosa para protestar contra o companheiro de equipe Alen Hadzic, de 29 anos, acusado de importunação sexual. Os atletas competiram nesta sexta-feira, na Olimpíada de Tóquio.

Hadzic chegou a ser suspenso no início de junho depois que três mulheres fizeram denúncias. No entanto, ele foi liberado para competir.

Na sexta-feira, Hadzic não chegou a lutar. Ele ficou como suplente de seus colegas na equipe masculina de esgrima: Jake Hoyle, Curtis McDowald e Yeisser Ramirez.

Quando o quarteto subiu ao tablado de competição, o trio titular usava máscaras rosas. Já Hadzic utilizava um equipamento de proteção individual preto. O time norte-americano acabou derrotado para o japonês.

As acusações contra Handiz remetem à época em que ele foi estudante na Universidade de Columbia. Pelo menos duas das vítimas eram esgrimistas que conheceram o atleta durante a época de faculdade, segundo o The New York Times.

De acordo com a Fox News, uma das mulheres fez a acusação de má conduta sexual em 2013, o que resultou na suspensão de Hadzic por um ano. Outra denúncia acusa Hadzic de apalpar uma mulher, contra a vontade dela, em 2015.

Liberação

A escolha de Hadzic para a equipe de esgrima causou indignação entre os colegas da seleção norte-americana. Duas atletas chegaram a reclamar para o Comitê Olímpico Internacional e solicitaram que Hadzic fosse banido, segundo o BuzzFeed.

“Estamos seriamente preocupados com o impacto que a potencial presença do Sr. Hadzic terá sobre outros atletas do Time dos EUA”, escreveram as mulheres em 20 de maio.

Para participar dos jogos, a federação de esgrima dos EUA criou um plano de segurança. Ele é obrigado a manter-se longe das mulheres e teve que viajar e ficar separado de seus companheiros de equipe.

Hadzic nega que tenha assediado sexualmente as mulheres. Seu advogado, Michael Palma, disse ao New York Times que “as acusações são graves”, mas “o fato é que elas não são verdadeiras”.

Fonte: https://ricardoantunes.com.br/equipe-de-esgrima-dos-eua-usou-mascara-rosa-em-protesto-contra-colega/