Contrariando seletiva, Kenenisa Bekele é convocado para a maratona olímpica de Tóquio

Postado por Viva Melhor em 05/maio/2021


No último sábado ocorreu a seletiva etíope para a maratona olímpica de Tóquio 2020 e, a principal notícia que correu o mundo foi a ausência do ex-recordista mundial dos 5.000m e 10.000m, detentor da segunda melhor marca da história da maratona e dono de 4 medalhas olímpicas, Kenenisa Bekele.

Bekele se recusou a participar da seletiva argumentando que as regras para formação da equipe olímpica foram alteradas durante o processo  e não achava isto justo.

Seu melhor tempo na prova e segunda melhor marca da história da maratona, (2h01min41 – apenas 2 segundos atrás do recorde mundial), foi conquistado em sua vitória na maratona de Berlim 2019, dentro do prazo estabelecido inicialmente pela Federação Etíope para a classificação ao Jogos. Vale destacar que a primeira regra determinava um período de tempo e que os selecionados seriam os mais rápidos durante este período.

Porém, com o surto de coronavírus e o cancelamento das provas por todo o mundo, inclusive o adiamento dos jogos de 2020 para 2021, a federação decidiu alterar a regra e realizar uma prova seletiva com seus principais corredores.

Iniciando uma disputa política, o Comitê Olímpico Etíope, passou por cima da decisão da Federação de Atletismo, e convocou Kenenisa Bekele, colocando em dúvida o resultado da seletiva e a participação dos atletas selecionados.

Agora temos que esperar o desfecho desta grande novela para saber se teremos o tão esperado Kipchoge x Bekele nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.